<$BlogRSDUrl$>

28.5.05



[este é do ano passado. setembro. tudo que escrevi desde então veio daqui.]

eram braços
ela e ele
acentos lassos
uma escrita
sem pedra
sem luz
sem carne

eram dois
tão perto
que não partes
explícitos quase

eram dois
sem erro
e sem alarde
enquanto o dia
se fazia tarde
espreguiçavam
sem pressa
(um
por sobre o outro)
como cobertos
pela certeza

eram dois
sob o lençol
da lua acesa
eram tecidos
em lágrimas
e colo

eram carinhos sonoros
eram amigos
eram íntimos
desde sempre
e à distância

eram
ele e ela
uma ausência de acaso
e um descuido

eram dois
tão perto
que não pares
eram duas verdades
perdidas
explícitas

quase...
09/04
PFC

|


toda saudade

quis sua pele
minha renúncia
por cima da minha
em suas unhas

lembrar com a língua
onde mais suada
oscilasciva ao ser
divisada e me
reter inteiro
em sua boca

quis me dissolver
no mais interno
mas você não estava perto...
03/05
PFC

|
# posted by Paulo @ 12:31 PM


[muito espasmódico este espaço. de repente inúmeros comentários, logo depois, morre. antes que eu desista. vou logo dispondo algumas brincadeiras desse ano.]

olhos claros
cabelos por cortinas
espáduas rasas
e um som
que só conheço
de estátuas
ela passava
com as mãos abarrotadas

segredos e sacolas plásticas
02/05
PFC

|
# posted by Paulo @ 12:25 PM

This page is powered by Blogger. Isn't yours?