<$BlogRSDUrl$>

31.10.05


flica perto. o sol nem sabe seu teto. no seu. alimento o dia com
segredos. nenhum é meu. como se ninguém ouvisse, ou se.

que tanta conversa assuna a noite insone? porque não circula o sonho
[o som]? que foi que se foi e se? falta uma letra no meu nome. ele me
esquece e me engole. entre seus olhos, sinto. é tanto que nem fora ou
dentro. e me parece coisa só. uma.

não vai silêncio que o passo não retorna. é não por não, porta atrás
de porta. porque você chora? vejo os ombros, sempre esse meneio que se
afasta, os pés roçando as ruas; muda e. lágrimas. o clima acre
lacrima. porque

você ruacima, eu laco. o tempo tem lacuna. o tempo tem nome: Taddei.

chora meu peito, sua enseada. o livro da nuca, a lavra, a bilha da lua
entre seus cílios. sussurra um filho em meu ouvido, não ouve o que
digo. o tempo não é comigo. é pouco o que sei. tampouco sei-me alhures
a você.

[... sei lá. é o que sai agora. vou ficar revendo.]
camacho

|

13.10.05


outro lado
carros

vão: dois
corpos
, freios de
mão e
travas

outro lado
olhos
[como carregar um espelho]

vêem:purra
estacionários
, nada move
por mais
que mais
se colo
que

outro nada
: dois

trancas e
tratos
, forçambos
lados
pouco mais
- até que -:
favos


...
camacho

|
# posted by Paulo @ 11:08 AM

6.10.05


[pra que falar. o que salta. nem sei se faço ou. se nem eu é certo.]

não olho espelhos
nem um segundo de amparo
passo
não me detenho
sombra
é o que raro
tempo que não
pompa
vaza
rola calhabaixo

o outro é vulto
um momento ainda
há pouco – de mim
tampouco – ali
o quadro alguém
o susto que é
vem
desperdiçar-me
10/05

|
# posted by Paulo @ 10:07 PM

3.10.05


Haja atos
cerco de
naja
nacos de
baixa carne
boca de
malha [raia]
d'olho q'arde
raja o rosto
[sal]imagem
provoca[iva]
- agora -
resta ver
que vai
se
...
vasta.

[um gesto basta?]

|
# posted by Paulo @ 12:29 PM

This page is powered by Blogger. Isn't yours?