<$BlogRSDUrl$>

6.10.05


[pra que falar. o que salta. nem sei se faço ou. se nem eu é certo.]

não olho espelhos
nem um segundo de amparo
passo
não me detenho
sombra
é o que raro
tempo que não
pompa
vaza
rola calhabaixo

o outro é vulto
um momento ainda
há pouco – de mim
tampouco – ali
o quadro alguém
o susto que é
vem
desperdiçar-me
10/05

|
|

This page is powered by Blogger. Isn't yours?